Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Perspectiva à mão livre no iPad a partir de base 3D

Imagem
Toda vez que aparece uma nova tecnologia a tendência é que esta adote o natural discurso da eliminação da sua antecessora. Dentro do escopo da representação gráfica aplicada à arquitetura não são poucos os relatos que, desde a metade da década de 1980, previam, por exemplo, a extinção do desenho à mão livre como forma de registrar o processo de criação do arquiteto. Ocorre que a bibliografia pertinente ao tema e a própria produção gráfica dos escritórios vem mostrando exatamente o contrário. O desenho à mão livre persiste como forte instrumento de explicitação das ideias do arquiteto tanto nas fases de criação quanto nas de apresentação de projetos. 
Essa persistência, entretanto, não significou uma estagnação dos instrumentos e técnicas inerentes à essa prática. Já discutimos em postagens anteriores (Clique aqui), por exemplo, as possibilidades concretas do uso dos tablets, seus aplicativos e canetas para a produção de peças gráficas com acabamentos NPR (Non Photo Realistic) extrema…