Pular para o conteúdo principal

Croquis de final de semana 3


Olá! Voltamos com mais alguns rápidos desenhos feitos no final de semana. Desta vez aproveitei o Domingo. Enquanto minha esposa fazia uma prova de concurso resolvi sair em busca de algum tema para desenhar. Lembrei de dois exemplares de edifícios residenciais que guardam, na minha interpretação, qualidades de uma época em que os gabaritos não eram tão agressivos com o entorno urbano e o desenho dos edifícios levava em consideração aspectos bem mais nobres que os atuais. Hoje, lamentavelmente, o único parâmetro importante parece ser o apelo de venda. Os dois se localizam em área nobre da cidade e com certeza não pagariam, nos padrões atuais, nem 20% do valor dos terrenos onde estão locados.

Para mim, são dois belos edifícios com características bem peculiares. O primeiro tem varandas bem desenhadas e detalhadas com elementos oblíquos e jardineiras. A estrutura tem pilares com planos inclinados que compõem a fachada juntamente com vários cheios e vazios. O aproveitamento do terreno, que sobe em direção ao norte, proporcionou uma rica composição de volumes com os blocos em alturas distintas. Hoje é protegido por grades, mas passou muito tempo sem essa necessidade o que deixava a edificação em perfeita sintonia com a quadra, ladeada de belas palmeiras.


O segundo edifício é mais singelo, mas, para mim, tem solução ainda mais interessante. Também utiliza um jogo de cheios e vazios alternando áreas "revestidas" por cobogós, varandas abertas, panos cegos onde se encontram as esquadrias e um conjunto belíssimo de cores conseguido pelo uso de pastilhas de vidro. Infelizmente não pude capturar essa característica no desenho. O mais interessante nesse edifício é que ainda hoje ele preserva o muro baixo embora as unidades residenciais estejam protegidas por grades. O recuo (jardim) deixa a mostra o pavimento térreo que contém apartamentos. Fico imaginando uma época em que a Av. Santos Dumont, que faz uma das esquinas do conjunto, não era tão movimentada e seus moradores podiam trocar uma conversa com os vizinhos de lote e de rua. Ainda há vários exemplares desse tipo em nossa cidade. 

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto de Arquitetura de Interiores com SketchUp - Parte 1

Em julho/2013 ministrei aulas para a segunda turma do curso de Especialização em Arquitetura de Interiores da Unifor. Meu módulo se chama Representação e Apresentação de Projetos de Arquitetura de Interiores. Nessa ocasião, depois de passarmos pela parte teórica, desafiei os alunos a abandonarem as técnicas mais tradicionais de representação usadas em seus escritórios e convidei-os a focar no uso de croquis e de modelos 3D do SketchUp.
Fizemos um projeto fictício de uma pequena cozinha e os alunos foram orientados a seguir o seguinte processo de trabalho: projetar o ambiente desenhando, à mão livre, os croquis da planta e de quatro cortes com aplicação de cores e algumas texturas. Esses croquis deveriam ser levados diretamente ao SketchUp para modelagem sem o uso de desenhos DWG bidimensionais.  Na verdade, durante todo o processo, a turma foi instruída a não usar o AutoCAD em nenhuma ação. Em substituição ao programa da Autodesk, fiz rápida explanação de como usar o programa Layout …

Dica SketchUp - Imagens em escala!

O SketchUp, em todas as suas versões (inclusive a online), permite que você exporte imagens PNG de qualquer visualização gravada em suas cenas. Um problema deste tipo de geração de imagem é o fato das mesmas não serem exportadas em escala.

Neste pequeno tutorial veremos como gerar a imagem de uma vista ortogonal de uma escada (Imagem 1) na escala de 1:25. Depois importaremos esta imagem para o Inkscape colocando-a em uma prancha A4. O Inkscape, para quem não conhece, pode ser considerado a "versão opensource" do Corel Draw/Illustrator sendo de uso livre e gratuito, mas quem preferir pode usar qualquer programa similar. Para complementar este tutorial você também pode assistir ao vídeo abaixo!




Primeiro prepare uma cena mostrando uma vista ortográfica de seu modelo como mostrado na Imagem 2. Não esqueça de desativar o modo de visualização em perspectiva e ativar a projeção paralela (Menu: Camera - Parallel Projection).

Coloque seu desenho na visualização máxima que sua te…

Desenho arquitetônico: cortes em uma residência térrea - Parte 2

Aqui você verá o processo de detalhamento dos elementos do telhado tomando como base os cortes genéricos feitos anteriormente. Vejam a lista de vídeos abaixo e bom proveito! Vídeo Aulas Desenho de cortes - parte 5 Desenho de cortes - parte 6