Dica rápida para desenho "in loco"


Oi pessoal! Voltamos com uma rápida dica para quem gosta de desenhar em campo. Como já comentado em outras postagens, quando desenhamos na rua nem sempre encontramos as melhores condições para executar o trabalho desejado. As dificuldades podem ir desde o perigo de assalto, até ao desconforto do calor ou mesmo da falta de tempo. Bom, o último item citado, talvez o mais comum, pode ser resolvido com essa dica muito simples.

Nesse último sábado, dia 08/12, acompanhei minha esposa em mais uma viagem técnica de sua turma do curso de Especialização em Paisagismo oferecido pela Unifor. Fomos a bela Sobral visitar suas praças e patrimônio histórico. Fiz o desenho mostrado abaixo e nele você perceberão a dica. Pela falta de tempo, vejam que vários elementos da igreja ficaram faltando. Observem que deixei para fazer depois os elementos que observei que se repetiriam como, por exemplo, as almofadas das portas e as próprias portas e gradis. Dessa forma, sobrou mais tempo para priorizar coisas como, por exemplo, as proporções gerais e o enquadramento do desenho na folha.

Embora considere que pode-se perder um pouco daquele resultado que vemos em desenhos feitos totalmente "in loco", também acho que é uma solução bem razoável uma vez que você consegue capturar o essencial ao vivo e dessa forma manter a gênese do croqui de rua. Deixei o desenho incompleto de propósito para fazer essa postagem. Espero que a dica seja útil. Até a próxima!