Dica SketchUp - Projeto completo no SketchUp!


Olá! Voltamos com mais uma dica sobre o uso do SketchUp. Vamos mostrar e comentar um vídeo com um estudo de caso no qual é apresentado o uso desse software em todo o processo de produção gráfica de um projeto. 

O vídeo é do arquiteto Nick Sonder e nele o profissional mostra como usa o programa em seus projetos. É impressionante ver os clássicos desenhos de plantas, cortes e fachadas bem como o caderno de detalhamento, sendo produzidos a partir do modelo 3D feito no SketchUp. O arquiteto faz uso da versão paga do programa que vem com mais dois pequenos aplicativos, o LayOut, usado para montar as pranchas, e o Style Builder, que não é mostrado no vídeo. Esse caso me chamou especial atenção porque em meu livro, que para minha alegria já vendeu mais de 2.000 exemplares e está em sua terceira impressão, defendo o uso do software exatamente da forma como esse arquiteto faz. É muito importante salientar alguns pontos do processo, tais como:


1. O modelo tridimensional é extremamente detalhado o que permite ao arquiteto o domínio prévio da construção. Esse tipo de conceito (construção virtual) está sendo muito usado com softwares como, por exemplo, o Revit e o ArchiCad que usam o Building Information Modeling como base tecnológica. Esse tipo de modelagem traz enormes benefícios, mas exige conhecimentos profundos sobre as técnicas de construção de um edifício o que, no meu entender, é fundamental para o trabalho do arquiteto.

2. O modelo bem detalhado também permitiu ao profissional que preparasse pranchas com todos os desenhos bidimensionais (plantas, cortes e fachadas) gerados a partir de um único modelo. Isso possibilita a integração de todo o projeto além de diminuir o trabalho e aumentar a eficiência e precisão dos documentos.


Planta do primeiro pavimento com informações alfa-numéricas

3. Uma das coisas que me chamou a atenção foram os detalhes construtivos mostrados em perspectiva. Estamos acostumados a usar desenhos abstratos para representar elementos arquitetônicos e eles nem sempre são esclarecedores. As perspectivas enriqueceram demais os desenhos e isso, me atrevo a dizer, deve ter minimizado dúvidas e problemas na obra. As imagens abaixo mostram algumas dessas pranchas.

Bom! Fica a dica e o ótimo exemplo a ser seguido. Não interessa se você usa SketchUp, Revit, ArchiCad ou outro programa similar, o importante é ter em mente que a convergência da produção gráfica arquitetônica moderna é essa, ou seja, a prioridade deve ser dada ao modelo tridimensional que integrará todo o processo e todos os desenhos necessários para a confecção de um projeto.

Pranchas de detalhes construtivos mostrados em perspectivas 
Pranchas de detalhes construtivos mostrados em perspectivas
Detalhe da estrutura pensada e projetada no SketchUp
Obra concluída