Etapas de um desenho - Parte 1


Olá! Voltamos com mais uma dica sobre desenho. Desta vez falaremos um pouco do processo de construção de uma cena. Para tanto vou usar imagens que capturei durante algumas aulas das minhas turmas de Desenho de Observação da Unifor.

Os desenhos foram feitos em lousa revestida com laminado liso e com pincel preto e algumas imagens foram capturadas em câmera de telefone e portanto o GIF é de baixa resolução. O processo mostrado aqui não é único e nem poderá ser aplicado a qualquer situação, mas muitas das técnicas podem servir como referência para qualquer tipo de desenho inclusive os croquis de locação (urban sketches). Os procedimentos são ilustrados nas pequenas animações mostradas abaixo. São eles:

1. Desenho linear volumétrico. É muito comum o desenhista iniciante ficar ansioso querendo ver o resultado final. Não se precipite. Recomendo preparar um estudo básico com volumes simples como mostrado nas imagens abaixo. Percebam que todos os elementos (árvores, postes, pessoas, edifícios, etc) são tratados como elementos geométricos (linhas, volumes, arcos e outros). Desta forma você poderá se concentrar com mais facilidade na determinação das proporções, da perspectiva e da composição da cena. Passe mais tempo nessa etapa pois um erro aqui poderá prejudicar o restante do processo.

Pincel preto sobre lousa em laminado branco liso e pintura no iPad com SketchBook Pro

2. Desenho linear dos detalhes. Finalizada a etapa do desenho volumétrico você poderá fazer os detalhes necessários. Aqui você já deverá decidir se o acabamento do seu desenho terá linhas ou será somente finalizado com pintura. No nosso caso usamos a linha como principal recurso gráfico definidor das formas. Use a base geométrica para desenhar os elementos, mas não fique totalmente preso a ela. Você poderá fazer ajustes, correções e até mesmo acrescentar objetos a sua cena. Perceba que as chances de cometer um erro diminuem bastante pois o universo está limitado. Cada árvore, por exemplo, já tem seu volume marcado e desta forma fica mais difícil errar nas proporções, perspectiva e formas uma vez que você estará trabalhando dentro da área previamente definida.

3. Acabamento final. Aqui você definirá as sombras próprias, sombras projetadas e, se for o caso, a pintura. Mais uma vez as etapas anteriores te ajudarão bastante. Se suas decisões anteriores estiverem corretas então aqui seu foco será somente na arte-final. É bom deixar claro que o acabamento final tem interferência direta na composição do desenho. Aqui, por se tratar de exercícios, nós trabalhamos com uma sucessão de etapas em cima de um mesmo desenho, mas muitos artistas usam essas três (ou mais) etapas para construir um desenho de concepção (estudo) que depois é usado como base para um novo desenho. Isso é bastante recomendável quando o assunto é a execução de uma ilustração profissional.
Espero que aproveitem as dicas!

Pincel preto sobre lousa em laminado branco liso