Croqui aplicado ao projeto de arquitetura



No mês de Maio/2010 ministrei na Unifor a primeira turma do curso "Desenho de Croquis Aplicado ao Projeto Arquitetônico. Em diversas conversas com meus colegas professores, com a coordenação do nosso curso e com alguns alunos percebi que, apesar da sedução e das facilidades das ferramentas digitais na hora de apresentar um projeto, ainda existe uma grande necessidade do desenho a mão livre na hora de dar início a um projeto.

Nesta postagem você vê alguns exercícios que foram executados.


 

Sempre percebo que os alunos guardam um desejo muito grande de expressar suas idéias através do desenho a mão livre, mas a maioria deles se sente intimidada e insegura quando se depara com o temido papel em branco além de guardar outros preconceitos como, por exemplo, achar que não sabe desenhar, que o colega sempre é melhor desenhista que ele, que o seu traço é feio, que não é capaz de colocar idéias no papel, dentre outros medos naturais.

Tentei passar alguns aspectos teóricos do desenho de estudo (conceitual) mostrando que o mesmo não necessita de grandes acabamentos gráficos, que é livre em termos de técnica e que seu principal objetivo é a expressão gráfica de idéias além de ser eficiente ferramenta de estudos, de avaliação e de debates entre os diversos profissionais envolvidos em qualquer projeto. Desta forma, o croqui se configura como a mais rápida, fácil e democrática forma de expressão gráfica uma vez que te dá total liberdade de expressão.

 

Também foram passadas técnicas de desenho mais rápidas e intuitivas e os alunos foram o tempo todo convidados a soltar seu traço e a desenhar sempre e sem medo. A primeira turma, para mim, teve um rendimento extremamente satisfatório e já estamos com as vagas quase cheias para a segunda turma.