Residência Risalvo Cavalcante Pinheiro


Este desenho ilustra a residência onde moraram, desde a década de 60, a Sra. Maria Antoniêtta de Barros Leal Pinheiro, seu esposo, Sr. Risalvo Cavalcante Pinheiro, falecido em 1985, e seus filhos. A casa localiza-se no tradicional bairro do Meireles em Fortaleza que na época tinha edificações que guardavam as devidas proporções de um tranquilo bairro residencial.

 Seu terreno, de topografia privilegiada, oferecia aos seus moradores ampla ventilação e uma bela vista para o mar. Hoje, cercada por altos edifícios é vítima do adensamento urbano e das consequências trazidas pelo mesmo, embora ainda consiga passar a imagem de um tempo de ruas sem movimento e de muros baixos.


Infelizmente esta casa, apesar de ter resistido por muito tempo a especulação imobiliária, foi vendida e está com data marcada para sua demolição. Resolvi então prestar uma homenagem a Dona Antoniêtta, avó de minha esposa e minha de coração, fazendo um levantamento fotográfico e este singelo desenho que apresento aqui.

Usei as fotos atuais e as da época da sua primeira reforma (1960) como referências e tentei retratá-la como era nesta época quando ainda tinha vista para a Beira Mar e não havia prédios a sua volta. Não foi uma tarefa muito fácil pois hoje a casa tem um muro muito alto e sua fachada frontal é quase totalmente encoberta por vegetação. Foi um grande e gratificante exercício de observação e de geometria uma vez que o todo teve que ser feito pela avaliação das proporções de suas partes. Usei realmente algumas técnicas de montagem de perspectiva de duas fugas, mas muita coisa foi somente no "sentimento" ou na pura observação.

Mais uma vez usei nanquim descartável como acabamento linear, mas não desenhei as sombras como de costume. Deixei o sombreamento, assim como as cores, por conta da pintura em aquarela de lápis de cor. Gostei do resultado final. Acho que as proporções ficaram boas e a pintura passou a suavidade necessária. A proximidade entre as duas fugas proporcionou uma certa dramaticidade ao lado direito da composição. Gostei bastante também da forma e do peso que a árvore em primeiro plano tomou no quadro equilibrando o conjunto com as árvores do final do terreno. Não me agradou muito o resultado do piso. Ele é todo desenhado com motivos geométricos em pedra. Não acho que consegui um efeito bacana.